O recente escândalo inflado pela mídia envolvendo um ex-motorista de
um dos filhos do presidente eleito, e supostos 24 mil reais transferidos
por meio de cheques nominais, ficou marcado no radar da COAF.

No entanto, no ano de 2017, os R$ 11 milhões colocados no inventário de Marísa Letícia, ao que parece, não levantaram nenhuma suspeita do órgão.

Ao todo, são 20 bens, envolvendo imóveis, carros, e aplicações
financeiras. É importante lembrar que não foram sequer informadas as
origens dos bens atribuídos à Marisa, que faleceu em fevereiro de 2017.

Ficam os questionamentos sobre o aparelhamento dos órgãos que deveriam tratar todos os cidadãos brasileiros como iguais.

Informação da Época.

(republicadecuritiba.net)
Foto: Ricardo Stuckert

richard Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
×
richard Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

About Author

Comment here